PLANTAS DE MACAU E DO ORIENTE

PLANTAS DE MACAU E DO ORIENTE
Exposição de ilustração cientifica  de Catarina França e Mafalda Paiva
31 de Maio a 25 de Agosto de 2019
Museu do Oriente

Workshop Desenho de Natureza na Arrábida
31 de Maio, 1 e 2 de Junho de 2019 
Convento da Arrábida

Catarina França e Mafalda Paiva na inauguração da exposição @ Miguel Nazareth



Em 2013, Catarina França recebia uma bolsa de estudo de curta duração, para desenvolver uma visita de estudo em Macau. A proposta passava por uma viagem pelos jardins e árvores de Macau e das ilhas de Taipa e Coloane. Catarina França, é designer de formação e possui um mestrado em Desenho, com especialização em ilustração cientifica. O seu fascínio pela natureza, levou-a até Londres onde estudou ilustração botânica com Anne Ferrer, em Kew Gardens. Este foi o ponto de partida para o trabalho que desenvolveu em Macau e para outros do género.
Assim, durante um mês e meio, atravessando os jardins e espaços verdes destes territórios, de lápis e caderno na mão, foi fazendo um registo gráfico das espécies arborícolas locais e em simultâneo um registo fotográfico.  Mais tarde, em 2016, Mafalda Paiva juntou-se a este projeto. A Mafalda é também ilustradora cientifica, com Mestrado pela Universidade de Évora, ilustradora residente no Centro de Arqueologia de Lisboa, e ilustradora  da equipa de zoologia da Universidade de Antofagasta, no Chile e em conjunto produziram estas 42 obras, que são agora mostradas no Museu do Oriente e que foram publicadas no livro do arquitecto paisagista e engenheiro agrónomo, António Saraiva,  Árvores e Grandes Arbustos de Macau. 

as duas artistas com João Amorim e Luísa Santos do Conselho de Administração da Fundação Oriente @Miguel Nazareth

A exposição teve a concepção dos nossos designers residentes, Pedro e Sara Gonçalves  e foi muito bem pensada, desde as cores escolhidas para recriar a natureza, até ao som ambiente pretendendo recriar um ambiente natural ao ar livre, até aos próprios suportes das ilustrações, numa madeira em cru, sem verniz, para além, das vitrinas com os materiais essenciais para um ilustrador cientifico, ou os herbários de algumas plantas que foram desenhadas. Vale a pena deslocar-se ao Museu e apreciar esta exposição de entrada livre. 
panorâmica da exposição no dia da inauguração @Miguel Nazareth

Vitrina dos herbários de algumas espécies desenhadas @Miguel Nazareth

Vitrina com os materiais para a execução de uma ilustração cientifica @Miguel Nazareth
Na génese deste projeto esteve sempre pensada uma exposição e um workshop. Claro que ao pensar em  organizar um workshop, o local em que o imaginamos seria sempre o Convento da Arrábida, pelas suas características e por estar integrado numa espaço natural tão bonito, é o local ideal para contemplar e desenhar.  



Assim, foi com muito empenho que Catarina França e Mafalda Paiva coordenaram este workshop  ao qual se deu o titulo Desenho de Natureza no Convento da Arrábida, que teve lugar no passado fim-de-semana ( dias 31 de Maio, 1 e 2 de Junho) e para o qual contámos com 15 inscritos.  O workshop correu muito bem a avaliar pelos comentários dos participantes.  O programa  organizou-se entre saídas de campo e desenho em sala, com as recolhas feitas nas saídas, um filme sobre uma expedição à Amazónia com ilustradores científicos, para abrir o apetite do desenho, para além da habitual visita guiada ao Convento Novo, sempre necessária num espaço tão bonito como este convento franciscano e das habituais refeições sempre bem servidas, que servem de pausa ao trabalho e um momento de convívio tão importante nestes eventos. Ficam algumas fotos deste deste workshop.







participantes a desenhar nas saídas de campo















Alguns desenhos dos participantes


No final houve uma surpresa, uma máquina para fazer pins, com os desenhos feitos no local e assim cada participante levou uma surpresa para casa







Comentários

Mensagens populares deste blogue