Bolsas de curta duração 2020


Em junho de 2019 decorreu mais um concurso de bolsas de curta duração. Apresentaram-se  a concurso 28 candidaturas, exatamente o dobro das candidaturas que recebemos em 2018. 
Destas 28, foram seleccionados para recebem o apoio da Fundação  Oriente através de uma bolsa de estudo 6 projectos que passo a enunciar: 

 Ana Aragão, projecto artístico intitulado BANNAN, uma viagem ao Japão, propõe novas pontes e possíveis traduções gráficas de um olhar português sobre a fascinante urbe nipónica. Ana Aragão é doutorada em Arquitectura pela Universidade de Coimbra, mas trabalha desde 2012 nas áreas de ilustração e desenho. Neste âmbito, tem vindo a expor o seu trabalho em vários locais, com destaque para a sua participação na Bienal de Veneza de 2014 e 2016. 

 Ana Teresa Vicente, que irá desenvolver uma residência artística em Hong-Kong, numa instituição denominada IN-situhttps://www.insituresidency.com/. Ana Teresa Vicente é doutorada em Fotografia e mestre em Pintura. Tem vindo a desenvolver o seu trabalho artístico em variados locais. 

Harin Amirthanathan, maestro e compositor do Sri Lanka apresentou-nos um projeto intitulado "Breathing new life into Asian-Portuguese creole songs", que tem como objectivo recuperar uma selecção de canções de crioulos asiático-portugueses que estão disponíveis em arquivos portugueses e com os quais o bolseiro irá desenvolver novos arranjos para uma posterior apresentação no Museu do Oriente.  O projecto tem a orientação de um antigo bolseiro da Fundação, o Professor Hugo Cardoso, especialista em crioulos e também um membro de um coro.


Nuno Grancho, vai desenvolver um projecto intitulado Asia on the Move: two-way processes, data and legacy of Architecture and Urbanism from former portuguese colonial territories in South Asia e acolhido pelo DINÂMIA'CET-IUL. Este projecto vai desenvolver-ser em Goa e Cochim.
Grancho é um investigador doutorado em Heritages of Portuguese Influence, Architecture and Urbanism pela Universidade de Coimbra, com uma tese intitulada "Diu: a Social Architectural and Urban History" . Tem desenvolvido um extenso trabalho de investigação em torno das temáticas deste trabalho com diversas publicações e apresentações em eventos internacionais. 

Takashi Sugimoto, é um japonês radicado em Portugal que nos apresentou um projecto OURO NEGRO, é um projecto composto por filme e fotografia que pretende retratar a venda de cabelo humano proveniente de uma aldeia na Índia no estado de Tamil Nadu e que é vendido para a Europa.O artista reside em Portugal há 18 anos, e fez  a sua formação artística em Itália e Lisboa. Tem experiências diversas em direcção de fotografia e som. 

A última bolsa de estudo concedida no âmbito do concurso em questão, vai beneficiar uma técnica, Felicidade Correia,  timorense da organização TIMOR AID http://www.timoraid.org/ que virá para o Museu do Oriente realizar o seu estágio na área de Museologia. Esta organização dedica-se à cultura e tem como missão manter viva a tradição de artesanato timorense com especial enfoque nos TAIS.  


Apresento em baixo a evolução do número de bolsas de estudo de curta duração atribuídas ao longo dos anos. Este gráfico foi elaborado no âmbito da comemoração dos 30 anos do programa de bolsas de estudo em 2018. 





Comentários

Mensagens populares deste blogue

Concurso de Bolsas de estudo anuais